000000000 inicio - Grupo Ippep
 

 

 

Estamos com vocês

isolamento social pode contribuir para o desenvolvimento de transtornos psicológicos ou acentuar sintomas de ansiedade e depressão.

Apoio emocional online no período da quarentena: Entre em contato com: 81 – 9.0502 – 2750 / 9.9555 – 1713.

 

 

Prevenção do Suicídio

“Eu te entendo. E quando não te entendo te aceito, e acima de todas as coisas eu te respeito”. (Autor Desconhecido)

Um dia, quando olhares para trás

…verás que os dias mais belos foram aqueles em que lutastes.  (Sigmund Freud)

Quem come do fruto do conhecimento...

…é sempre expulso de algum paraíso. (Melanie Klein)

Nas minhas relações com as pessoas...

…descobri que não ajuda a longo prazo, agir como se eu não fosse quem sou. (Carl Rogers)

A terapia faz com que o indivíduo deixe de repetir...

…de forma morta e chegue a um novo conflito criativo que convida ao crescimento à mudança, ao exilamento, a aventura de viver.  (Fritz Perls)

O principal objetivo da terapia psicológica

…não é transportar o paciente para um impossível estado de felicidade, mas sim ajudá-lo a adquirir, firmeza e paciência diante do sofrimento. A vida, acontece num equilíbrio entre alegria e a dor. Quem não se arrisca para além da realidade jamais encontrará a verdade. (C. G. Jung)

IPPEP

Acolher o ser humano através da escuta clínica facilitando sua ressignificação pessoal, suas relações com o meio e sua reintegração com a família e a sociedade através da elevação do seu bem-estar emocional e mental e o resgate da autoestima.

Torna-se referência pela excelência no atendimento e na promoção da saúde mental e promoção do conhecimento científico.

Respeito ao ser humano como um ser singular

Humanização no Tratamento

l

Compromisso Ético

Tratamento ético e Científico

Valorização da Vida

Respeito ao ser humano como um ser singular

Como podemos prevenir o suicídio

Hoje resolvemos falar de um tema complexo e pouco atrativo e porque não dizer omitido por muitos? “O suicídio”. Um assunto que evitamos falar e que vem crescendo em silêncio assustadoramente. No Brasil acontecem em média mais de 1(um) suicídio por hora, contabilizando 26(vinte e seis) suicídios por dia, num total de 9000 pessoas por ano. (BERLOTTE,2012). Em uma comparação similar estamos falando de 1 (um) navio naufragando por mês com 780 vítimas fatais e tudo isso sem nenhuma divulgação ou prevenção

Fatores

O suicídio é multifatorial, ou seja, apresenta vários fatores que podem ser causas econômicas, religiosas, sociais, ambientais, culturais, psicológicas, psiquiátricas, etc.

Existe uma relação intrínseca entre transtornos psiquiátricos e suicídio. Estima-se que 90% dos indivíduos que tentaram ou que cometeram suicídio satisfaziam os critérios para transtornos psiquiátricos, tendo até 60% deles desordem afetiva diagnosticável (WASSEMAN, 2001; WASSERMAN: 2009 HENRIKSOON et al, 1993).

Como intervir

O Suicídio é um problema de saúde pública que pode e deve ser combatido. Acreditamos que grande parte das pessoas que pensam, tentam ou comentem suicídio poderiam escolher outra forma de solucionar os seus problemas, porém não encontram-se em condições no momento de identificar isso sozinhas.

Na maioria dos casos o suicídio não é uma decisão repentina, mas sim algo planejado, a pessoa constrói um plano e pensa nessa possibilidade ao longo de algum tempo.

Se você conhece alguma pessoa nesta situação seja um bom ouvinte reconhecendo o sofrimento e sua disponibilidade em ouvir e ajudar.

Compreenda o que o outro diz pelo ponto de vista do seu sofrimento e reforce o quão importante esta pessoa é para si mesma e para os outros.

Questione abertamente sobre suas intenções e incentive-a buscar ajuda especializada.

Verbais

“Eu quero morrer”, “Eu vou me matar”,” Gostaria de estar morto”, Se isso acontecer novamente acabarei com tudo”,” A morte resolveria tudo”, Você sentirá saudades quando eu partir”, “Logo você não precisará mais se preocupar comigo”, “Ninguém mais precisa de mim”.

O instituto

Fundado em fevereiro de 2016 por 2(dois) psicólogos clínicos com experiência na abordam psicanalítica, o Instituto Pernambucano Práticas Educacionais e Psicológica tem com atendimento humanizado. E a promoção do conhecimento científico para promoção da saúde mental. O instituto reúne diversos saberes numa equipe composta por, Psiquiatria infanto-juvenil e Adultos, Fonoaudiologia, Psicologia Clínica de diversas abordagens, Psicomotricidade, Psicopedagogia e Terapia Ocupacional

Objetivo

Facilitar a ampliação da potencialidade e o autoconhecimento do sujeito através da maturação emocional, da elevação da autonomia tornando-se capaz de tomar suas próprias decisões e tornar acessível a todos e todas o tratamento Psicoterápico.

Respeitando sua individualidade dentro do coletivo.

Oferecer oportunidade de crescimento pessoal e profissional através de cursos, palestras, workshop, núcleo de estudo e supervisão.

Desde

Pacientes

Acessos

Quem Somos

Temos como premissa praticar o acolhimento ao ser humano através da escuta clínica com atendimento humanizado. O instituto reúne saberes de uma equipe multidisciplinar e Psicólogos clínicos em diversas abordagens.

Eventos

11 Agosto 2020

Tempos de Pandemia : Os desafios das funções parentais e os reflexos na saúde mental dos filhos

11/08 20:00
04 Agosto 2020

Reprodução assistida, configurações familiares e seus impactos na saúde mental

04/08 20H
20 Outubro 2016

Curso de Atendimento Psicológico Domiciliar

Professor Francisco Toro é o convidado que ministrará o Curso de Atendimento Psicológico de Práticas Educacionais e Psicológicas (IPPEP).
16 Julho 2016

I Jornada de Prevenção e Posvenção do Suicídio de PE

Rompendo silêncio e quebrando tabus. Cronograma Sexta-feira – 18:30 às 19:30 – Credenciamento – 19:00 às 19:10
28 Julho 2020

O aumento dos sintomas de ansiedade e depressão no período de pandemia e a relação com o sofrimento psíquico entre idosos.

28/07 20:00
21 Julho 2020

Amor, sexo, crise conjugal e saúde mental.

21/07/2020 0 20:00
Fique por dentro de todas as novidades relacionadas a Atendimento Clínico, Psicopedagogia Clínica e Institucional, Psicodiagnóstico, Conhecimento Científico e Áreas Temáticas.
IDOSO: DO VELHO AO NOVO PROTAGONISTA SOCIAL

IDOSO: DO VELHO AO NOVO PROTAGONISTA SOCIAL

Resumo: O Brasil registrou, entre 1960 e 2002, um aumento de 500% no número de pessoas idosas e as projeções demográficas para 2010 são de 32 milhões de idosos, colocando o Brasil entre os primeiros do ranking mundial dos países com maior número de idosos, dando lugar...

USO ABUSIVO DO ÁLCOOL ENTRE OS IDOSOS E O OLHAR PSICOSSOCIAL

USO ABUSIVO DO ÁLCOOL ENTRE OS IDOSOS E O OLHAR PSICOSSOCIAL

O consumo de álcool na sociedade contemporânea é visto predominantemente de forma positiva no meio social por não ser considerada uma droga ilícita, dificultado assim o reconhecimento de determinados padrões de consumo. É o beber moderado, é o beber social que tem...

UM DIÁLOGO COM ROGERS E JUNG

UM DIÁLOGO COM ROGERS E JUNG

Resumo Neste trabalho visamos desenvolver, através da leitura dialógica, um pensamento integrador entre os saberes em Psicologia, transcendendo as abordagens, procurando um ponto onde elas podem realizar uma dinâmica transdisciplinar na busca de uma totalidade...

Para se manter informado sobre nossos cursos e eventos cadastre seu e-mail

 

Nossos parceiros

Conheça alguma das empresas que fazem parte do nosso ciclo.